SERVIÇOS

 

Cirurgias Dentárias

Cirurgias Dentárias

Dente Incluso é todo dente cuja erupção não ocorre na cavidade bucal. Geralmente, a impactação é o resultado de uma obstrução mecânica, que impede a formação e a migração de um dente ao seu estado normal ou posição fisiológica na arcada dental.

O crescimento da caixa craniana em detrimento dos maxilares, a dista cada vez menos exigente do aparelho estomotognático, a consciência de uma Odontologia Preventiva, que o paciente não mais sofre mutilações em seu período de infância e adolescência, adentrando è idade adulta com todos os elementos dentários no arco causando falta de espaço, são fatores que podem concorrer para a impactação dental.

Indicações de exodontia de dente incluso:

• Falta de espaço na arcada dentária;
• Má posição do elemento dentário incluso sem possibilidade de correção ortodôntica;
• Pericoronarite: estado inflamatório de origem infecciosa, geralmente um terceiro molar em processo de erupção ou semi-incluso, podendo, no caso de infecção, a disseminação desta gerar complicações mais graves como septicemia, osteomielites e infecções dos espaços faciais profundos.
• Reabsorção interna ou cárie no dente incluso ou no dente adjacente;
• Indicações protéticas ou ortodônticas;
• Processos patológicos (abscessos, celulite, cisto dentígero, queratocisto, trismo e tumores odontogênicos);
• Dor bucofacial de etiologia desconhecida (ATM, cefaléias e outras disfunções).

Em via de regra, os dentes inclusos devem ser extraídos como método preventivo de todas as complicações mencionadas, sendo somente contra-indicada em extremos de idade, condição médica comprometida e possibilidade de dano excessivo às estruturas anatômicas adjacentes.

Diagnosticada a indicação ou a necessidade de extração, não podemos abrir mão dos exames complementares (hemograma, coagulograma e glicemia) e exames radiográficos (radiografia periapical, oclusal, panorâmica e tomografia computadorizada, quando indicado) para adequado planejamento cirúrgico.

A tomografia computadorizada se torna uma ferramenta de extrema valia nos casos de íntima relação do terceiro molar impactado na mandíbula com o nervo alveolar inferior, possibilitando a correta visualização anatômica do posicionamento do dente em relação ao nervo.

Fonte:
Caderno Odontológico
Revista APCD SBC
Nº 69 – 2º trimestre de 2010